Relato de Viagem: Chapada Diamantina com Crianças
55 11 2639-5776
55 11 2638-2582

Chapada Diamantina por Claudine

Chapada Diamantina com Crianças

Para quem gosta de curtir a natureza sem abrir mão do conforto, quer sossego, ”desconectar” os filhos para curtir momentos especiais com a família e ainda de quebra comer muitíssimo bem, esse é o lugar!

Uma terra de gente simpática, repleta de cachoeiras de tirar o fôlego, piscinas naturais, grutas, cavernas e paisagens para lá de espetaculares são os ingredientes que farão parte dessa aventura num dos mais belos Parques Nacionais do Brasil.

A viagem começa na cidade de Lençóis. Essa pequena cidade, com seus casarios do século 19, é o portal da Chapada Diamantina, sendo onde fica a maior parte dos hotéis, pousadas e restaurantes. A cidade concentra ao longo do ano diversas atividades culturais, festa tradicionais, shows e o famoso Festival de Lençóis.

Lençóis

Desembarquei com meus dois filhos, Pedro e Marina, então com 9 e 6 anos. Tínhamos grande expectativa sobre como seria passar uma semana em um lugar tão distinto de nosso dia a dia, fazendo trilhas, nadando em rios e cachoeiras e vivenciando toda aquela natureza abundante. Ao mesmo tempo, estava um pouco receosa a respeito de como seria para as crianças essa aventura. Será que eles iriam dar conta de fazer as caminhadas? Quais as situações de perigo que poderíamos enfrentar? Grandes alturas, cobras, aranhas? Acho que todo tipo de receio que toda mãe da geração “shopping center” poderia ter, eu tive… Mas, guardei todos junto com a bagagem, e lá estávamos nós.

Dois pontos fizeram toda a diferença para a viagem ser perfeita. O primeiro deles o fato de termos ficado hospedados em um dos melhores hotéis da Chapada Diamantina. Mesmo saindo parte do dia para os passeios, quando retornávamos ao hotel, ter um mínimo de infraestrutura para as crianças fez toda a diferença. Muitos hotéis de lá não têm nem piscina, então é um lugar que vale o investimento.

O segundo ponto foi a questão de termos feito todos os passeios privativos, com o guia só para nós, o que permitiu que fizessemos tudo no nosso ritmo e com que eu me sentisse muito mais segura.
 
Lá existem muitas empresas que oferecem passeios para todos os lugares, mas a maioria não possui nem transporte adequado. Elas improvisam coisas quando há crianças e não passam a segurança necessária. Principalmente por conta dos passeios serem bem distantes da cidade, a logística e a segurança para quem está viajando sozinha com duas crianças foi fundamental.
 
Visitamos os principais cartões postais da Chapada Diamantina, a Gruta da Lapa Doce, a Pratinha e o Morro do Pai Inácio, com tudo especialmente organizado para as crianças e com toda assessoria para minha família.

Gruta da Lapa Doce

Tirolesa na Chapada Diamantina

Morro do Pai Inácio

Morro do Pai Inácio

Visitamos várias cachoeiras, algumas bem próximas ao centro da cidade e outras que as crianças tiverem que fazer um mini-trekking até lá. Eles se saíram muito bem, muitas vezes até melhor que eu, rsrs!

Cachoeira do Ribeirão do Meio

Cachoeira do Mosquito

Outros dois atrativos incríveis da região são o Poço Encantado e o Poço Azul, aquelas cavernas de águas azuis que mais parecem coisa de outro mundo!

Banhamo-nos na mais cristalina água que já vimos na vida. A profundidade gira em torno de 18 metros, mas a água é tão transparente que parecia que estávamos voando!

Poço Azul

Enquanto apreciávamos nosso mergulho naquele lugar azul inigualável, nosso guia ainda informava que aquele não era ainda a melhor época para visitar o poço, que ainda podia ser mais belo. Será que era possível?

Alguns passeios tem restrição de idade, então precisa tomar bastante cuidado para não se frustrar e chegar lá e não poder fazer as atividades.

Bom, já que dizem que não fomos na melhor época e como ainda há pelo menos mais umas dez opções de passeios que não tivemos tempo de fazer, só nos resta voltar. Ainda mais porque descobrimos que não podemos mais sobreviver sem a tapioca e o bolo de mandioca do café da manhã do nosso hotel!

E as crianças?

Já no desembarque em São Paulo perguntaram quando iremos voltar e só falam nessa aventura, no paraíso das cachoeiras, como do filme infantil “UP – Altas Aventuras”!

Veja mais em: Pacote Chapada Diamantina com Crianças

Veja mais Relatos de viagem sobre: