Quer se conectar com seus filhos? Vá para a Amazônia!
55 11 2639-5776
55 11 2638-2582

Quer se conectar com seus filhos? Vá para a Amazônia!

(Roteiro recomendado a partir de 4 anos)

Poucos lugares no mundo são tão ricos em cultura e belezas naturais e, de quebra, ainda proporcionam os mais diversos tipos de atividades que podem fortalecer o vínculo entre pais e filhos quanto a Amazônia. E o melhor: ela está pertinho de casa, tornando-a, para os que não têm muito tempo de férias, uma super alternativa para fugir em um feriado, pois 3 ou 4 noites de estadia são tempo o bastante para conhecer bem o destino.

Nestas férias de julho, eu finalmente tive a oportunidade de conhecer o destino. Como, por conta da correria aqui na agência, fazia bastante tempo que eu não conseguia viajar em família, eu optei por fazer um roteiro pela Amazônia mais longo, de 6 noites. Afinal, eu queria estender esse nosso período juntos ao máximo – o que valeu cada segundo!

Dessa vez eu fui só com meu filho, decisão meio estranha quando se é divorciada e tem dois filhos, mas minha filha não quis ir conosco, dizendo que prefere viajar numa próxima, para algum lugar mais “normal” – “tipo Paris né mãe” –  rsrsr. E eu acabei não insistindo, porque meu filho ficou ainda mais animado com a oportunidade de ter a mãe só para ele. E realmente estávamos precisando de um tempo só para nós dois.

Mães que têm filhos adolescentes sabem o quanto é difícil se conectar com os meninos, enquanto que com as meninas é sempre bem mais fácil, porque os interesses e atividades do cotidiano são parecidos. Então, expectativas ajustadas (e a promessa de uma viagem também só com ela, para algum lugar mais “normal”), lá fomos nós dois. E, desde o início da viagem, foi surpreendente  ver  a animação e disposição dele em querer conhecer e viver intensamente cada experiência.

Culturalmente falando, ver uma apresentação no Teatro Amazonas, conhecer de perto toda a história da borracha e testemunhar o fenômeno do “Encontro das Águas”, que ele já havia estudado, foi muito enriquecedor, mas nada foi mais divertido e engraçado do que o contato com os índios. Com direito à dança, contato com a língua, com o modo de vida deles e uma boa dose de coragem para fazer degustação de formigas e de larvas – iguaria que eles tão gentilmente nos oferecem, rsrs.


Nossa degustação de formigas e larvas.


Se ele gostou, pela cara, acho que dispensa comentários, né? Rsrs.


Pedro registrando o encontro das águas dos rios Negro e Solimões, com sua câmera de ação – seu mais novo “brinquedo”.

Outra experiência super divertida e marcante que vivenciamos foi o nado com o boto. A princípio, eu tinha a impressão de que isso não soava como uma atividade muito ecológica, mas pude constatar que eles vivem soltos mesmo, além de entender que a rentabilidade que este passeio traz para a comunidade incentiva a preservação da espécie.

Nós escolhemos ficar hospedados em um hotel de selva. Acho que para as crianças, principalmente as menores e que nunca dormiram em um barco, é mais tranquilo. Outra opção de hospedagem bastante requisitada, o cruzeiro, tem a vantagem de ir para lugares mais remotos dentro da selva, mas as famílias precisam avaliar bem se têm esse perfil.

Na selva, uma das atividades mais interessantes são as caminhadas na mata com aulas sobre as plantas e frutos que a mãe natureza nos oferece tão ricamente e abundantemente. As crianças realmente se interessam em ouvir e aprender como as comunidades ribeirinhas ainda vivem e mantém os hábitos que aprenderam de seus ancestrais.


Nosso guia local, Sr. Antenor (um fofo!), ensinado às crianças como sobreviver na selva.


Casa dos ribeirinhos.

Os passeios de barco pelos Igapós são fantásticos! O céu reflete na água, criando um espelho de puro êxtase diante de tão bela paisagem.

Nada se compara à sensação de prazer e de liberdade em ver seu filho nadando, pescando,  curtindo e brincando em meio à natureza. Algo tão simples, mas ao mesmo tão distante de nosso dia a dia.

E os bichos? Estão lá sim, é claro...


Focagem noturna de jacarés.


Arara que encontramos na comunidade ribeirinha.


Bicho preguiça na tribo indígena.

O que não se pode fotografar e mostrar é o sentimento que nós compartilhamos, as conversas que tivemos nesses dias e o que essa viagem vai significar em nossas vidas. Tivemos nossos conflitos e discussões na viagem também, faz parte! Achar que uma viagem vai resolver tudo é bobagem, mas ela é um caminho, um início, um meio, um motivo que proporciona várias oportunidades de se resgatar a cumplicidade e o amor entre pais e filhos. 

Cada dia mais eu me dou conta de que deixamos sempre para depois as coisas mais importantes da nossa vida. Há momentos em que precisamos parar e nos obrigar a deixar para trás nossos compromissos e simplesmente ficar junto de nossos filhos, porque o tempo voa, eles crescem muito rápido e, se não aproveitarmos agora, depois será tarde demais!

Mais alguns pontos que valem ser ressaltados…

Para os pais que se preocupam com a comida, a Amazônia tem uma gastronomia muito rica com peixes, frutos típicos e temperos especiais, mas é possível manter o tradicional “carne e macarrão” para as crianças que não quiserem se aventurar.

Indicamos esse roteiro para crianças a partir de 4 anos e programamos as atividades para que os pequenos e também os adolescentes curtam muito. Então também é um roteiro ideal para famílias que têm filhos com bastante diferença de idade, pois todos poderão aproveitar tudo juntos.

Para os pais que estão empolgados, mas em dúvida se as crianças tecnológicas vão suportar tanto mato, a boa notícia é que o hotel que escolhemos, além de ser espetacular e com uma gastronomia de ponta, oferece wi-fi, então obviamente tivemos os nossos momentos de contato com a civilização, rsrs!

E o que eu trouxe na bagagem?

O sentimento de realização, a alegria e a felicidade de estarmos juntos de verdade. Foram muitos obstáculos superados até chegarmos aqui e nenhuma palavra será capaz de expressar o mais profundo sentimento de gratidão por tantas bênçãos recebidas.

E então, vamos programar a próxima viagem de sua família para a Amazônia? 

Veja nossas opções de roteiro para feriados e férias e entre em contato com nossa equipe.

Veja mais Relatos de viagem sobre: