55 11 2639-5776
55 11 2638-2582

Relato de viagem: África do Sul em família

Crianças fazendo safári na Reserva Modlito

Viajamos pelo mundo com nossas três filhas (gêmeas de 11 anos e a caçula de 9) desde que elas tinham 2 anos. As nossas viagens criam vínculos inimagináveis, pois podemos compartilhar momentos únicos e experiências diferentes, com lembranças que certamente ficarão por toda a vida. 
 
A África do Sul estava na nossa lista há muito tempo. Felizmente, esse ano esse sonho se realizou. A escolha dos lugares, com a ajuda da “Viajar com Crianças”, foi excelente.


RESERVA PRIVADA DE SAFÁRI

Voo de balão Reserva Modlito

Balão na África do SulA localização da reserva em que ficamos é perfeita, pois encontra-se perto da cadeia de montanhas Drakensberg, o que proporciona uma vista maravilhosa de várias partes da reserva.

Quando vista do alto de um balão, logo no amanhecer, é de tirar o fôlego. Outra vantagem é que fica perto do Kruger National Park, provavelmente o parque mais famoso no país.

Pode-se fazer um passeio de um dia ao Kruger, e vale a pena. Ele é infindável e tudo lá é mega: os elefantes são enormes, as manadas de búfalos, grupos de zebras, girafas, todas muito numerosas.

E a paisagem também é muito interessante, parecida com aquelas dos documentários que assistimos na televisão. Além disso, os passeios na reserva são ótimos, os rangers são super atenciosos e alegres.

Rinocerontes na África do Sul

Vimos muitos animais bem de perto, às vezes dava até um friozinho na barriga pensando que o leão estava olhando muito tempo para as nossas filhas, bem ali na nossa frente.

Fiquei triste de ver os rinocerontes com o seu “chifre” cortado, uma medida de proteção contra os traficantes de animais silvestres. Creio que, se é para evitar o tráfico, é válido, mas mostra uma realidade cruel, que não devia existir.

Mas o que mais valeu, pelo menos para mim, foi ter visto um aardvark, um animal que parece improvisado, montado das sobras de outros.

Não tem nenhuma relação com o nosso tamanduá, mas tem os mesmos hábitos alimentares – formigas e cupins. Como é um animal noturno, é muito raro de ser avistado.

AardvarkAssim que o vimos as minhas filhas gritaram – “um aardvark!!!”  Os guias ficaram olhando pensando como aquelas crianças poderiam saber que bicho era aquele. Coisas de filhas de bióloga... Para nós, foi a sorte grande.

Por fim, o lodge é muito bonito, com arquitetura moderna e sua equipe muito carinhosa.  Eles nos presentearam com sua cantoria animada no dia da nossa partida.

 

CAPETOWN

Passeio de sidecar em CapetownCapetown é uma cidade linda. Passear pela cidade nos dá a sensação de viver uma parte da história. Foi emocionante ver o balcão da antiga prefeitura, de onde Mandela fez o seu primeiro discurso público algumas horas após ser liberado da prisão.

História à parte, as belezas naturais também são inúmeras. Table Mountain foi votada como uma das “Sete Maravilhas da Natureza” e merece o título. A visita ao Cabo da Boa Esperança é outra história à parte e podemos imaginar como era difícil para os grandes navegadores passar por ali para chegar às Indias.

Como não podia deixar de ser, os animais também dão um show: pinguins no caminho, avestruzes e o fofo do hyrax, um pequeno mamífero que é aparentado com elefantes e com o peixe-boi.


TUBARÃO E BALEIA

Outra parte encantadora de nossa viagem foi conhecer a cidade de Hermanus, um charme. De lá saem os passeios para ver baleias. Vimos muitas baleias-franca austral. Uma delas resolveu empurrar o nosso barco e, enquanto ficamos olhando ela de pertinho (dava para ver até o olho!), ela soltou um esguicho que molhou todos que estavam por ali.

Por fim, a escolha desse período para viajar nos possibilitou ver o tubarão branco no seu ambiente natural. Existem muitos barcos que saem da Baía de Gaansbai, mas eu fiquei especialmente feliz de ver que a “Viajar com Crianças” agendou a saída com um projeto de conservação (White Shark Projects) e não simplesmente com uma agência. Assim existe um propósito maior a esse passeio.

Esse não é um passeio para qualquer um, nós fizemos porque eu queria muito ver um tubarão grande de perto. Existe até a possibilidade de se entrar numa jaula e ficar cara a cara com os tubarões, mas eu não vejo a menor necessidade de se fazer isso. Para a gente, vê-lo de cima já foi muito emocionante. Eles são enormes, mas não apavorantes. E foi possível vê-los bem de perto, inclusive com a boca aberta cheia de dentes. Mas o apavorante de verdade foi o pequeno barco, as ondas gigantescas e muita gente passando mal. Realmente, não é um passeio para qualquer um.

Crianças avistando tubarão

Veja mais Relatos de viagem sobre: